Le site Tlaxcala est de nouveau en ligne !
The Tlaxcala site is online once again!
La página web de Tlaxcala está de nuevo en línea!
Die Website von Tlaxcala ist wieder online!
http://www.tlaxcala-int.org

Wednesday, 24 December 2014

Vá para o oeste, jovem Han!

Pepe Escobar, Asia Times Online, 16/12/2014
Traduzido pelo Coletivo de Tradutores Vila Vudu
18/11/2014: eis um dia que viverá para sempre na história. Nesse dia, na cidade de Yiwu na província de Zhejiang, na China, 300 km ao sul de Xangai, o primeiro trem carregando 82 contêineres de produtos exportados, pesando mais de 1.000 toneladas, deixou um gigantesco armazém-complexo, destino: Madrid. Chegou no dia 9/12/2014.
Bem-vindos ao novo tchu-tchu-trem trans-Eurasiano.Ao longo de mais de 13 mil quilômetros, cumprirá regularmente a mais longa rota de ferrovia comercial do planeta, 40% mais longa que a lendária Estrada de Ferro Trans-Siberiana. Os vagões atravessarão a China de leste a oeste, depois Cazaquistão, Rússia, Bielorrússia, Polônia, Alemanha, França e, por fim, Espanha.
Você pode não ter nem ideia de onde fique Yiwu, mas empresários que querem estender suas vendas por toda a Eurásia, sobretudo a partir do mundo árabe, já estão apaixonados pela cidade “onde o melhor acontece! Estamos falando do maior centro atacadista para consumidores de pequeno porte – de roupas a brinquedos – possivelmente de todo a Terra.
A rota Yiwu-Madrid que atravessa a Eurásia marca o início de um conjunto de desenvolvimentos do tipo que muda a natureza do jogo. Será eficiente canal logístico, de extensão quase inacreditável. Marcará a geopolítica com toque humano, tecendo juntos num mesmo tecido pequenos lojistas e mercados gigantescos de um lado ao outro de vastíssimas extensões de terra, transcontinentais. Já é exemplo inescapável da integração eurasiana em pleno movimento. E, mais que tudo, é a primeira pedra fundamental da “Nova Rota da Seda” da China, pode-se dizer, o projeto do novo século e sem dúvida a maior história de comércio no planeta, para a próxima década.
Leia mais

No comments: